The driver's choice

Conselhos de Segurança

A chuva exige maior atenção na estrada

Quando chove a visibilidade diminui, por vezes de forma drástica, e a estrada fica escorregadia, especialmente com as primeiras chuvas. Lembre-se que mesmo em curtas distâncias (grande parte dos acidentes ocorre perto de casa), tem que ter cuidados redobrados com o mau tempo. Certifique-se que as escovas limpam correctamente, e utilize o ar condicionado para desembaciar os vidros rapidamente. Com a estrada escorregadia, a aderência dos pneus à estrada é menor, por isso, no caso dos pneus já possuirem pouco rasto, a água não é expelida formando uma película entre o pneu e a estrada, piorando a situação. Verifique o estado dos pneus, antes de se fazer à estrada, e lembre-se que os pneus com maior profundidade de piso devem estar montados no eixo traseiro. Extremamente importante também, é circular com menor velocidade e manter o dobro da distância do veículo da frente, quando chove.

Qual a pressão correcta dos pneus?

A pressão correcta dos pneus varia de viatura para viatura e devem respeitar-se as indicações do fabricante. Estas poderão estar disponíveis no interior da tampa do depósito, no flanco da porta do condutor, no manual do seu veículo ou, de vez em quando, no compartimento do motor.

Tenha em atenção que podem estar indicadas dois tipos de pressões para o seu veículo: caso circule com muita carga ou com carga normal. A pressão dos seus pneus deverá ser sempre verificada a frio, ou seja: o seu veículo não deverá ter percorrido mais de 3 a 5km's nas duas últimas horas. Se precisar de acertar a pressão a quente deverá adicionar 0.3 bars à pressão indicada, em seguida controle de novo a pressão quando os pneus estiverem frios. Nunca reduza a pressão dos pneus a quente.

As tampas das válvulas devem estar no devido lugar para vedarem correctamente e as válvulas e as tampas devem ser substituídas sempre que montar pneus novos.

O que fazer se ficar sem travões em andamento?

Se os travões deixam de funcionar, deve segurar-se o volante com mais força. Se isto sucede antes de entrar numa curva, controle primeiro a direcção. Use o travão de mão se a velocidade for inferior a 30km/h. Reduza para uma mudança mais baixa, para utilizar o motor como travão.

- Mude de mudanças, passo a passo, para reduzir a velocidade;
- Acenda de imediato as luzes de emergência;
- Utilize o travão de mão para parar o veículo, quando a velocidade for inferior a 30km/h;
- Utilize as encostas para parar o carro;
- Se houver faixa de emergência, utilize-a.

Lembre-se:
Verifique sempre os travões antes de uma viagem.

O que fazer se perder o controlo da direcção do veículo?

- Soltar o pedal do acelerador suavemente
- Virar a direcção para o lado onde vai a parte posterior do carro
- Não utilizar o travão de emergência se a velocidade for muito alta
- Reduzir para uma mudança mais baixa, utilizando o motor para travar
- Acender as luzes de emergência o quanto antes
- Estacionar num lugar seguro e colocar o triângulo de sinalização

O que fazer se um pneu furar em andamento?

- Mantenha a direcção do veículo o mais a direito possível.
- Não trave bruscamente. Trave devagar para reduzir a velocidade.
- Passe para uma mudança mais baixa depressa e utilize o motor para travar.

Lembre-se:
Mantenha ambas as mãos no volante e agarre-o bem. Isto pode salvar-lhe a vida caso um pneu rebente.

Conselhos de condução em caso de emergência

Face a uma situação de emergência, a regra de ouro é manter a calma e não perder os nervos. Dessa maneira podem-se tomar decisões racionais e serenas quando cada segundo importa.
- O primeiro que deve fazer em caso de acidente é socorrer as vítimas.
- Controle o volante antes de travar.
- Se conduz depressa quando surge a emergência, tente não dar guinadas. Pode piorar as coisas.
- Pode continuar a conduzir a menor velocidade e reduzir o impacto do choque. Tente reduzir a velocidade ao máximo.
- Acenda as luzes de emergência imediatamente.
- Se tiver problemas enquanto conduz, acenda as luzes de emergência imediatamente para avisar os outros condutores.

Lembre-se:
Uma guinada a grande velocidade pode provocar um acidente evitável. Pode fazer com que o veículo derrape, choque ou inclusive capote.

Porquê colocar os pneus novos ou menos gastos atrás?

Independentemente do seu carro possuir tracção dianteira, traseira, ou 4x4, recomendamos montar os pneus novos ou menos gastos no eixo traseiro, para que obtenha uma maior segurança em caso de situações imprevistas, como uma travagem de emergência, sobretudo em piso molhado.

Numerosos testes demonstraram que é mais fácil controlar o eixo dianteiro do que o traseiro.

Os pneus dianteiros desgastam-se em geral mais depressa do que os traseiros, principalmente nos carros de tracção dianteira, o que representam a maioria dos veículos actuais.

Ao colocar os pneus novos à frente:
- O comportamento do carro modifica-se, porque o equilíbrio FR/TR será invertido. O condutor, habituado com um carro com menos aderência na frente, será surpreendido.
- Numa estrada escorregadia, a traseira do veículo perderá a aderência antes da frente. O condutor não terá nenhuma possibilidade de controlar o eixo traseiro, e será tentado a re-acelerar, o que amplificará o fenómeno de «peão». Apenas um condutor muito experiente poderá sair desta situação perigosa...

Ao colocar os pneus novos atrás:
- O comportamento do veículo será similar ao que o condutor já conhecia antes da mudança de pneus, pois o equilíbrio de aderência será similar.
- A aderência do eixo traseiro será melhor, e o condutor poderá controlar e guiar o veículo sem problemas, desacelerando e girando o volante no sentido da curva.

Para sua segurança, a Zoom Pneus aconselha, que se montem os pneus novos ou menos gastos atrás, com o fim de se obter:
- melhor aderência em curvas
- uma maior segurança.

Em caso de litígio o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem do Sector Automóvel, com sítio em www.arbitragemauto.pt e sede na Av. Da República, 44 – 3º Esqº, 1050-194 Lisboa